Início do Conteúdo

O primeiro atendimento a trabalhadores com lesões provocadas pelas atividades profissionais, via sistema público de saúde no Rio Grande do Sul, foi realizado pelo Ambulatório de Doenças do Trabalho do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O serviço inaugurado em 11 de julho de 1988 completa 30 anos de atuação neste mês. “Ele foi criado quando a discussão apareceu, sendo um dos pioneiros no Brasil. Antes o tema se restringia ao âmbito da empresa. A partir do nosso trabalho, iniciou-se um novo conceito - auxílio à saúde - com legislação específica para a área. Na época, o Sistema Único de Saúde (SUS) não estava configurado como hoje”, relembra o professor Álvaro Roberto Crespo Merlo, responsável pela implantação do serviço no HCPA.

Ao longo das décadas, o que mudou bastante foi o tipo de doenças que chegam para o atendimento no local. “Nos últimos cinco anos, há cada vez mais problemas de saúde mental, relacionados ao estresse no trabalho. Antes havia mais questões ligadas a danos físicos - lesões nas mãos, braços e ombros - por causa de trabalhos que exigiam esforço repetitivo, deixando as articulações sob pressão, tais como digitação e produção em longas jornadas de trabalho na indústria”, explica Álvaro. Todos os atendimentos do ambulatório são direcionados aos pacientes SUS, encaminhados por meio da Central de Marcação de Consultas da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre e da Secretaria Estadual de Saúde.

O serviço tem se alicerçado no tripé: assistência, pesquisa e ensino. “Graças a esse diferencial, temos tantos anos de atividades. E já temos proposta de trabalho para os próximos dez anos”, ressalta a professora Dvora Joveleviths, que também atua no setor desde a sua fundação. O ambulatório começou com a assistência ao trabalhador, logo passou para a docência e à pesquisa. Atualmente, também é uma área para a formação de médicos residentes, pós-graduandos do curso de especialização em Medicina do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrandos e doutorandos.